logo
Procurar
Close this search box.

As Fundações e o Portugal 2020

As Fundações e o Portugal 2020

17. 05. 22

Oportunidades e dificuldades de acesso Perspetivas para o próximo QCA

O Setor Fundacional, ao longo dos anos de vigência do Portugal 2020, tem reportado experiências positivas no acesso aos financiamentos comunitários previstos nos diversos Programas Operacionais.

Contudo, obstáculos levantados à elegibilidade das fundações, dificuldades de acesso e problemas causados pela gestão processual dos Programas Operacionais têm vindo a refletir uma situação que merece ponderação e que carece de alterações em nome de um mais eficaz e facilitado acesso ao futuro Quadro Financeiro Plurianual.

No âmbito da sustentabilidade e financiamento das fundações, consciente da necessidade de sistematizar a experiência adquirida pelo Setor Fundacional junto do Portugal 2020 mas, igualmente, do que representa, para os interesses do Setor, o futuro Quadro Financeiro Plurianual, o Centro Português de Fundações convidou a GestOut para elaborar um estudo sobre o acesso das fundações ao Portugal 2020 e perspetivas para o próximo Quadro Comunitário de Apoio.

O referido estudo, agora disponibilizado às fundações, inclui uma análise de oportunidades por Programa Operacional, onde se aferem, entre outros, tipologias de ação e concursos disponíveis e utilizados, rácios de aproveitamento e de sucesso assim como verbas disponíveis e verbas utilizadas. Em cada PO é igualmente feita uma completa análise das dificuldades de acesso.

No que toca à análise global do Portugal 2020, são apresentadas as oportunidades e dificuldades de acesso sendo que estas últimas são divididas em elegibilidade / condições de acesso e gestão processual.

Perspetivas de melhoria para o Próximo Quadro Financeiro Plurianual finalizam este estudo e lançam expetativas positivas para as entidades da Economia Social e, em particular, para as fundações que, nas suas diversas áreas de atuação, representam uma primeira linha de defesa dos valores que sustentam a nossa sociedade. Ação social, educação e formação profissional, arte e cultura, ciência e tecnologia, saúde, filantropia e voluntariado são áreas mais importantes do que nunca em tempos de incerteza e merecem e devem ser apoiados de forma concreta e com maior simplicidade de processos.

Artigos Relacionados

gestout-50

PRR

Descarbonização do setor industrial e mudança de paradigma na utilização dos recursos, para acelerar a transição para a neutralidade carbónica Esta componente visa a descarbonização

Saber Mais
17. 05. 22
gestout-50

As Fundações e o Portugal 2020

Oportunidades e dificuldades de acesso Perspetivas para o próximo QCA O Setor Fundacional, ao longo dos anos de vigência do Portugal 2020, tem reportado experiências…

17. 05. 22
gestout-52

Certificação DGERT Num contexto diferente uma importância renovada

Passados 13 anos sobre Portaria nº 851/2010, que criou o regime de certificação de entidades formadoras, faz sentido falar sobre a certificação e a qualidade