AJUDAMOS A PREPARAR

AS EMPRESAS PARA O FUTURO

dinheiroO Instituto de Apoio às Pequenas e Médias Empresas e ao Investimento (IAPMEI) anunciou hoje ter pago em setembro 52,2 milhões de euros de incentivos às empresas, acumulando desde início do ano mais de 260 milhões de euros atribuídos.

Em comunicado, o IAPMEI destaca que os 52,2 milhões de euros de incentivos pagos ao abrigo dos vários sistemas de apoio ao investimento do Quadro de Referência Estratégica Nacional (QREN) é um valor "quase seis vezes superior" aos pagamentos de nove milhões de euros efetuados em setembro do ano passado, o que "permitiu acelerar as metas de execução dos projetos nesta fase de transição entre quadros comunitários de apoio".

Ao todo, desde o início do ano, o IAPMEI diz já ter injetado na economia, através de incentivos ao investimento empresarial, mais de 260 milhões de euros, o que compara com os cerca de 154 milhões pagos em igual período do ano passado.

Segundo o instituto, os apoios concedidos em 2014 "têm por base investimentos empresariais no valor de 1,5 mil milhões de euros em várias áreas de reforço de competências competitivas" de cerca de 2.300 empresas portuguesas e potencial para gerar cerca de 12 mil novos postos de trabalho.

"Com incentivos aprovados que ascendem a 760 milhões de euros, os investimentos de 1,5 mil milhões de euros vão permitir gerar um potencial de cerca de 11,5 mil milhões de euros em exportações", destaca.

As regiões do Norte e Centro do país mobilizaram, em conjunto, mais de 85% do total investido este ano: Norte acolheu mais de 1.100 projetos apoiados, correspondentes a um investimento de 642 milhões de euros e um incentivo de 339 milhões de euros, enquanto o Centro foi responsável por 780 projetos, envolvendo 646 milhões de euros de investimento e 313 milhões de incentivo.

Seguiu-se o Alentejo, com 214 projetos para um total de 142 milhões de euros investidos, dos quais 74 milhões são incentivos, o Algarve, com 104 projetos apoiados e 16 milhões de euros de investimento, e a região de Lisboa e Vale do Tejo, com 85 projetos aprovados e cerca de 58 milhões de euros investidos.

Em termos setoriais, o IAPMEI aponta a indústria como a área que absorveu a maioria dos projetos apoiados em 2014, numa proporção de cerca de 47%, seguindo-se os serviços, com 30%.

Globalmente, 78% do investimento contratado está direcionado para atividades de inovação empresarial, subida da cadeia de valor e reforço da vocação exportadora e internacional das empresas, sendo que as atividades de investigação e desenvolvimento tecnológico captaram 14,5% do investimento total contratado e a área da qualificação 7%.

Em termos acumulados, o IAPMEI diz já ter apoiado, ao abrigo do QREN, 5,5 mil milhões de euros de investimento empresarial a nível nacional, com incentivos que rondam os 2,5 mil milhões de euros.

O Norte lidera em termos de apoios captados, atraindo 44% dos fundos correspondentes a 2,4 mil milhões de euros de capital investido, distribuído por 4.840 projetos alavancados por 1,1 mil milhões de euros de incentivo.

O Centro, com 3.225 projetos aprovados, participa com 2,2 mil milhões de euros de investimento e absorve 40% dos incentivos concedidos, no valor de 1,01 mil milhões de euros.

Globalmente, o IAPMEI apoiou desde o início do QREN quase 9.500 projetos, "a grande maioria do setor industrial", com 4.480 projetos responsáveis por um investimento nacional de quatro mil milhões de euros.

No próximo quadro de fundos estruturais, o Portugal 2020, as pequenas e médias empresas vão beneficiar de cerca de 7,5 mil milhões de euros para reforço da competitividade.

(fonte: www.noticiasaominuto.com)

 

PORQUE É QUE OS NOSSOS CLIENTES GOSTAM DE NÓS?

................

 Fale connosco e descubra porque somos especiais

SEDE:

house

Rua Poeta Bocage,
nº 14-D, 1º E
1600-581 Lisboa

tel

Tel: 21 712 18 90/5

imp

Fax: 21 712 18 99

env

geral@gestout.pt

 

Ver no Mapa

DELEGAÇÃO NORTE:

house

Rua D. Frei Caetano
Brandão nº 99, 1º
4700-031 Braga

tel

Tel: 253 619 511

imp

Fax: 253 273 572

env

delnorte@gestout.pt

Ver no Mapa